quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Cavaletes de propaganda eleitoral na calçada pode colocar em risco a vida do pedestre

Por Francisco de Oliveira
A prefeitura municipal de Cajati não permite que as calçadas das ruas da cidade ou bairros sejam colocadas qualquer especie de materiais de publicidades ou bancas de doces e cadeiras de bares.Mas a lei ou ordem como é chamado tão severamente aplicada e cobrada pela prefeitura municipal só foi cumprida até começar as campanhas eleitorais.O que tem me chamado atenção é de que as calçadas estão todas ocupadas por cavaletes de propagandas eleitorais dos candidatos a vereadores e inclusive do prefeito municipal Luiz Kogas,PSDB,onde o pedestre tem que dividir espaço com a placas de propaganda tirando a visão e dificultando o acesso dos transeuntes que utilizam desse espaço.podendo colocar em risco a vida das pessoas.E agora prefeito, assim como a lei funcionou para tirar as bancas de doces dos vendedores ambulantes das ruas alegando que deixava a cidade feia e atrapalhava a pessoas que passavam pelo local, porque que agora não manda tirar esses cavaletes de propagandas das ruas da cidade começando primeiro pelos seus e depois dos demais candidatos que todos na ganancia de abocanhar os votos do eleitorado seguem de forma irresponsável espalhando cavaletes pelas calçadas deixando as mesmas praticamente sem espaço nenhum para os transeuntes .A pergunta é se fosse um vendedor ambulante pai de família desempregado que para garantir o pão de cada dia de seus filhos colocasse uma banquinha de doces as margem da calçada garanto que seria notificado no mesmo dia para deixar o local,que especie de lei é essa que reprime uns e deixa outros bem a vontade.Lembrando que alguns anos atrás a disputas do espaço de propaganda política eram nos postes da rede de energia elétrica da cidade uma pratica antiga e que a justiça eleitoral acabou proibindo, mas agora os candidatos acreditando serem os verdadeiros donos das calçadas da ruas seguem espalhando cavaletes nas calçadas e ninguém faz nada.Um bom assunto para a justiça eleitoral colocar em pauta e estudar a possibilidade e proibir essa pratica desastrosa dos candidatos tanto a prefeitos e vereadores para as próximas eleições,que ao meu ver já virou bagunça e passou dos limites pelo menos eu penso assim

Postar um comentário